About Taringa!

Popular channels

CFK imputada por encubrir investigación d atentando

Kirchner é acusada formalmente de encobrir investigações de atentado
Denúncia já havia sido feita pelo procurador Alberto Nisman, encontrado morto quatro dias depois. Ele investigava atentado que deixou 85 mortos em 1994.
Na Argentina, o procurador responsável pela investigação do atentado à Associação Israelita de Buenos Aires acusou, nesta sexta-feira (13), formalmente, a presidente Cristina Kirchner de encobrir o envolvimento de iranianos no ataque.

A denúncia já havia sido feita pelo procurador Alberto Nisman, encontrado morto quatro dias depois. Ele investigava o atentado terrorista contra a associação israelita que deixou 85 mortos em 1994.

Havia concluído que a presidente Cristina Kirchner negociou o acobertamento de iranianos envolvidos no ataque em troca de acordos comerciais com o Irã. O substituto de Nisman Gerardo Pollicita deu um passo à frente nesta sexta-feira (13): indiciou Cristina Kirchner porque a Justiça considerou a denúncia procedente.

O indiciamento inclui também o ministro das relações exteriores, Héctor Timerman, o deputado Andrés Larroque e o líder sindical Luis d'Elía. O novo procurador determinou a apreensão de documentos públicos que poderiam comprovar o suposto acordo da Argentina com o governo iraniano.

O indiciamento de Cristina Kirchner agrava ainda mais a crise política que começou com a morte misteriosa de Nisman. Em meio a uma crescente desconfiança, especialmente entre os colegas do procurador, o governo contra atacou. O secretário-geral da presidência, Aníbal Fernández, classificou o indiciamento de "Uma clara manobra de desestabilização da democracia".

O chefe de gabinete Jorge Capitanich chamou de golpismo judicial a decisão desta sexta-feira. Os procuradores, que prometem uma marcha por justiça na próxima quarta-feira (18), alertam que é grave o governo acusar de golpe um agente de justiça em pleno exercício da função.
0No comments yet